terça-feira, fevereiro 08, 2005

Razões Bacoco-Subversivas

politico
Andaram uns comediantes por aí uma noite destas a colar narizes de palhaço nos cartazes dos candidatos a primeiro ministro. Colaram-no no de Santana Lopes. Colaram-no no de Paulo Portas. Colaram-na no de Sócrates. Colaram-no no de Francisco Louçã. Mas curiosamente, no cartaz de Jerónimo de Sousa não tocaram. Ali ficou ele, com a sua trombinha laroca, intocável. Toda a gente achou que aquilo tinha sido obra dos comunistas, claro. Mas seria tudo muito evidente se assim fosse, não?
Existem várias versões para o que aconteceu naquela noite:
- O grupo anarquista que levou a cabo a acção não conseguiu encontrar o único cartaz de campanha do Jerónimo de Sousa.
- O grupo de extrema direita que colou os narizes achou que o Jerónimo já tinha cara de palhaço e desistiu de reforçar esta triste realidade.
- O grupo de donas de casa indignadas que colou os narizes procurou os cartazes de Carvalhas e não os encontrou.
- O grupo de kosovares ilegais enganou-se no número de narizes e colaram tudo antes de chegarem ao único cartaz de Jerónimo de Sousa.
- A tribo de somalis que colou os narizes nutre uma especial afeição especial pelo Jerónimo e por todos aqueles velhotes ex-revolucionários, de próstata titubeante.

Uma destas hipóteses está correcta... mas qual? Eu tenho cá as minhas suspeitas.