segunda-feira, junho 23, 2008

A Razão do Milagre da Educação

o milagre da educaçao
Portugal tornou-se esta semana um case-study mundial ao nível da educação. As consequências estão a tornar-se um caso sério: as fronteiras estão apinhadas de alunos estrangeiros a quererem leccionar em escolas portuguesas. Os voos para Portugal estão lotados até ao final de Agosto, preenchidos por milhares de altos-responsáveis pela educação vindos de todos os pontos do planeta para aprender com o Milagre Português da Educação. Convenhamos que aquilo que o Ministério da Educação nacional conseguiu fazer é, no mínimo, genial. No espaço de apenas um ano a reforma do ensino nacional conseguiu (mesmo com greves de professores à mistura) fazer com que o país europeu que apresentava um dos mais baixos índices de aproveitamento escolar se tornasse no país que mais génios produz por ano. Há já quem lhe chame o Viagra da Educação: num ano não tens erecção intelectual, e no ano seguinte não há quem te vergue.

A genial revolução partiu, ao que se sabe, do cérebro de Maria de Lurdes Rodrigues, embora este negue qualquer envolvimento com a reforma do sistema de ensino português. A Fundação Nobel emitiu hoje um comunicado informando que irá criar um Prémio Nobel para Educação e que Maria de Lurdes Rodrigues será a primeira laureada, se porventura conseguir preencher o ingresso de candidatura, uma vez que o seu cérebro se recusa em participar em qualquer actividade intelectual que o possa comprometer.

Cavaco Silva exaltou mais uma vez a raça portuguesa afirmando que os genes da genialidade sempre fizeram parte do nosso património nacional. «Somos arraçados de genialidade desde que Viriato usou calhaus perfurantes e de defragmentação, para correr com os romanos dos Montes Hermínios».

Gilberto Madaíl decidiu, à chegada a Portugal, enviar toda a selecção de futebol para a escola. «Vão todos voltar ao primeiro ciclo» afirmou Madaíl «para ver se no próximo mundial temos uma equipa de génios».

A aplicação do novo método nacional de ensino está a ser equacionada em mais de metade dos países do mundo, dado que produz resultados quase imediatos e é de fácil aplicação. Segundo Maria de Lurdes Rodrigues, já considerada o gigante incontornável da educação mundial, basta apenas «muito trabalhinho e matérias que até uma criança de 5 anos entenda». Genial! Viva Portugal!

Ilustração de Henrique Monteiro

3 comentários: