segunda-feira, novembro 14, 2005

A Razão das Sete Medidas

seven

Depois de alguns anos de reflexão política e de alguns meses a observar a esquizofrenia da governação de Sócrates, cheguei à conclusão que o programa de governo perfeito para Portugal conteria apenas sete medidas simples, que partilharei convosco:

1. Eliminar a Inveja
Há nesta telenovela mexicana um superavit de Inveja que se cristalizou ao ponto de já fazer parte da nossa cultura nacional. A Inveja destrutiva dos portugueses para com os portugueses impede que as coisas aconteçam, destrói a iniciativa privada e nivela por baixo qualquer hipótese de evolução. Quem tiver Inveja fica encarregado de pagar os impostos. Os que não a tiverem ficam isentos.

2. Erradicar a Preguiça
Há muito relaxado por aí sem vontade de trabalhar. Há muito labrego a fingir que trabalha. Quem estiver com Preguiça pode ir fazer a siesta para o país vizinho. Fica autorizado a voltar daqui a 30 anos. O país agradece. O problema do desemprego ficará praticamente resolvido com esta medida.

3. Taxar a Vaidade
É um paradoxo viver num país que se encontra em crise profunda e verificar que o número de inscrições em ginásios, spa's, e clínicas estéticas não pára de aumentar; que o número de automóveis per capita colocam Portugal no 5º lugar do ranking mundial de posse de automóvel. Se querem ser vaidosos paguem um IVA de 200% sobre essas paneleirices. E andem mais vezes de transportes públicos.

4º Banir a Gula
Fala-se muito em obesidade infantil e criam-se medidas histéricas para a debelar, mas o problema da Gula não está nas crianças. Está nos seus pais e nos seus avós, que ficaram demasiado gulosos depois dos anos dourados dos fundos comunitários europeus. Pois bem queridos, essa mama acabou mas a vossa Gula parece não ter limite. Crie-se uma dieta especial para gulosos que consiste no recebimento compulsivo do ordenado mínimo nacional por um período de 10 anos.

5º Punir a Avareza
Esta medida teria aplicação exclusiva no Governo e nos organismos do Estado. Sempre que se implementasse mais uma «medida governamental de contenção» esta teria um efeito vitalício sobre os membros do governos, funcionários públicos e suas famílias, por 3 gerações vindouras.

6. Desincentivar a Luxúria
Nunca os produtos de luxo se venderam tanto em Portugal como nos dias de hoje. Só podem estar a gozar connosco.A medida a aplicar aqui seria linear: por cada produto de luxo adquirido, o seu comprador depositaria um valor idêntico na Segurança Social. Os reformados deixariam de passar fome neste país.

7. Proíbir a Ira
Manifestações como aquela que nunca aconteceu na Costa da Caparica, manifestações iradas dos beliscados funcionários públicos, e outras demonstrações quejandas de Ira teriam um tratamento simples: era tudo requisitado para campos de reabilitação da agricultura nacional, que anda pelas ruas da amargura à conta dos anteriores pecados.

Este seria um programa simples de governo para acabar com os pecados que se estão a tornar mortais para o país. E nem precisava de grande coragem política para os implementar, que é coisa que escasseia muito por aí...