quinta-feira, novembro 10, 2005

A Razão Cocoon

cocoon
O que é que se pode esperar de uma época cujas atitudes de revolta foram perpetuadas pela terceira idade?
Pouco, mas a verdade é que os idosos de hoje já não são como antigamente e o país está como está porque está porque os novos velhos não têm tino.
Antigamente, nos bons velhos tempos, quando atingiam uma determinada idade fechavam-se em casa ou nos lares e tinham a delicadeza de fingir que se tinham finado antes do tempo. Era uma espécie de estágio.
Hoje, não. Estão uns autênticos alucinados e andam aí na rua como se não houvesse amanhã. E para muitos provavelmente não haverá.
Antes, no tempo em que respeitavam os mais novos, quando os encontrávamos na farmácia era porque estavam a comprar a pomada para o hemorroidal. Não andavam por aí nos posters publicitários a promover descaradamente uma vida sexual capaz de fazer inveja a uma marta com cio.
Antes, quando os víamos no banco era porque tinham ido depositar mais umas economias para o futuro dos filhos e netos, e não porque tinham decidido recorrer a créditos especias para viagens de luxo, vestidos com camisolas «I went to Polynesia and all I bought you was this lousy T-shirt».
Antes, quando tinham alguma decência, se os víamos acompanhados de miúdas de 18 anos era porque tinham ido esperar a neta à Faculdade.
Antes, quando apareciam na televisão era porque tinham chegado aos 100 anos e a família queria aparecer no telejornal. Não era de forma alguma para se candidatarem a presidentes da República Portuguesa.
Francamente! Já não há respeito.