sexta-feira, agosto 12, 2005

A Razão Provinciana

Os portugueses são provincianos. É um dado adquirido, e não há nada a fazer senão aceitá-lo com a frontalidade conformista que também nos caracteriza.
Quando aceitamos ser os porteiros de uma cimeira que não nos diz respeito, colocando em risco os cidadãos do país, só para nos pôrmos em bicos dos pés estamos a ser provincianos. Quando atribuímos a Ordem da Liberdade aos U2 somos provincianos. Quando acreditamos que um tipo de 80 anos tem uma visão de futuro para o país, somos provincianos. Quando queremos mostrar aos espanhóis que somos bons vizinhos e magnânima e caninamente deixamos que nos levem a água, somos provincianos.
E depois somos provincianos em pequena escala. E é sobre essa pequena escala de provincianismo que me apetece falar. Sobre o provincianismo dos blogs nacionais – como vêem a escala não é pequena, é micro-escala.
Para observar o provincianismo blogueiro não é preciso ir muito longe. Basta fazer uma visitinha ao Murcon. Tenho imenso respeito pelo Júlio Machado Vaz, embora ao fim destes anos todos já ache o homem minimal repetitivo nas suas intervenções televisivas. Ora se na televisão já é vira-o-disco-e-toca-o-mesmo, e o orgasmo para cá e a estimulação vaginal para lá, mantendo uma pose intelectual que dá um ar sério a todo o discurso (e que o deve divertir à brava), quando chegamos ao Murcon, não há estimulação clitoriana que desperte o mínimo interesse pela coisa. Mas aí entra o provincianismo nacional e, como o JMV é, supostamente, uma celebridade intelectual, os labregos acham-se tocados pelo divino e babam-se copiosamente na perspectiva que os seus comentários (onde se nota um esforço genuíno para parecerem profundos, densos, e inteligentes) sejam lidos por aquela divindade das ondas hertzianas. Estou a imaginar o orgulho com que dizem aos filhos e à mulher: «hoje troquei umas opiniões com o Júlio Machado Vaz!».
E o Júlio, vaidoso ao ponto de colocar a sua carinha laroca no cabeçalho do blog, diverte-se com aquilo tudo, excitando aqui e ali a forte audiência feminina com pequenas provocações. «E um leve odor a auto-complacência macha...:). Ou não? Que dizem as meninas?», pergunta ele. E elas gemem enquanto digitam, com tremuras e sem sucesso, uma resposta remotamente inteligente.
Olhem para a vossa lista de links, e se por acaso virem lá o Murcon, cumpram o desígnio nacional. Sejamos provincianos, caragu!

1 comentário:

Fangyaya disse...

fangyanting20150924
louis vuitton, http://www.borselouisvuittonoutlet.it/
jordan shoes, http://www.jordanshoes.us.com/
michael kors outlet, http://www.michaelkorsoutletcanada.in.net/
longchamp handbags, http://www.longchamphandbag.us.com/
nfl jerseys wholesale, http://www.nfljerseys-wholesale.us.com/
hermes bags, http://www.hermesbags.co.uk/
oakley sunglasses wholesale, http://www.oakleysunglasseswholesale.us.com/
michael kors handbags, http://www.michaelkorshandbags.in.net/
ugg boots, http://www.uggboot.com.co/
nike air max shoes, http://www.nikeairmaxshoess.co.uk/
mulberry outlet, http://mulberryoutlet.outlet-store.co.uk/
michael kors outlet, http://michaelkors.outletonlinestores.us.com/
nike trainers, http://www.niketrainers.me.uk/
coach outlet store, http://www.coach-outlet-store.us.com/
hermes belt, http://www.hermesbelts.us/
cheap nba jerseys, http://www.nbajerseys.net/
replica handbags, http://www.replicahandbag.us.com/
tory burch outlet, http://www.toryburchoutletonline.in.net/
air max 2015, http://www.airmax2015.in.net/
air jordan 11, http://www.airjordan11.net/
ray ban sunglasses, http://www.ray-bansunglasses.eu.com/
stuart weitzman boots, http://www.stuartweitzmanoutlet.us/
michael kors outlet, http://www.michaelkorsusa.us/
air max 90, http://www.airmax90.us.com/
ugg boots, http://www.uggbootscheap.eu.com/
ray ban sunglasses, http://www.raybansunglass.us.com/
the north face uk, http://www.thenorthfaces.org.uk/
swarovski jewelry, http://www.swarovski.in.net/
nike free, http://www.nikefreerunning.org/
ray ban sunglasses, http://www.raybansunglass.com.au/