segunda-feira, dezembro 13, 2004

Razões de Peso

tyrab

Tyra Banks, a primeira mulher negra a aparecer numa capa da GQ, mais tarde nomeada por esta revista Mulher do Ano 2000, e finalmente Supermodel of the Year 2000, foi despedida pela marca de lingerie Victoria’s Secret (onde aliás tinha sido a primeira mulher negra a pousar na capa do catálogo deles). Qual a razão? Ganhou uns quilitos a mais e as suas mamocas deixaram de servir nos modelos da VS. Estou desolado...

Mas lembrei-me que esta filosofia da VS poderia ser facilmente aplicada ao nosso dia a dia. O presidente Jorge Sampaio em vez de nos fazer perder tempo alegando razões abstractas para a dissolução do Governo, podia ter calmamente explicado que os mandou embora porque o Santana Lopes estava mais pesado que há 4 meses atrás; ou que o Portas já não cabia nas camisas que manda fazer de propósito para si; ou mesmo que que todo o executivo apresentava uma preocupante tendência para a obesidade mórbida.
Na Quinta das Nulidades, por exemplo, os cromos seriam expulsos (não sem antes terem sido devidamente espancados por uma tribo somali devidamente untadinha com aquele unguento revigorante) se a sua gramagem excedesse o peso que tinham no dia de entrada. Nesta altura já não teríamos que levar com aquela estucha de programa porque a maioria deles, principalmente elas, engordaram que nem uns alarves (a própria Julia Pinheiro já tinha marchado há muito).

Se o aumento peso constituísse despedimento por justa causa os indíces de desemprego em Portugal chegariam próximos dos 80%, o que nos evitava imensa chatice no trânsito: aqueles gajos que entopem as cidades a deslocar-se de e para o trabalho ficariam sossegadinhos em casa a engordar, ou então passavam a fechar-se no ginásio até poderem voltar a trabalhar.
Mas era no domínio familiar que esta medida apresentava maior potencial: imagine pôr-se o conjuge com dono porque está 10 quilos mais pesado desde o casamento; ou impedir a visita da sogra porque está 10 gramas mais pesada desde que a vimos pela última vez (com a sogra até um aumento de 5 gramas já era perfeitamente justificável); ou ainda mandar os putos para uma clínica de emagrecimento durante uns meses valentes (oh vida santa!).

Uma coisa é certa, seríamos concerteza um povinho bem mais elegante.